ANCP formaliza solicitação de reconhecimento da Medicina Paliativa como especialidade médica

22/09/2016

A presidente da Academia Nacional de Cuidados Paliativos (ANCP) e diretora do Instituto Paliar, Dra. Maria Goretti Maciel, anunciou nesta quinta-feira (22/09) que a ANCP protocolou, no início de setembro, a solicitação de reconhecimento da Medicina Paliativa como especialização médica.

 Dra. Maria Goretti Maciel discursa no VI Congresso Internacional de Cuidados Paliativos, em Bento Gonçalves (RS)

 

O pedido, feito ao Conselho Federal de Medicina (CFM), é mais um passo rumo à disseminação do cuidado paliativo no Brasil. A Medicina Paliativa é reconhecida como área de atuação desde 2011.

 

Falando para a primeira sessão plenária do VI Congresso Internacional de Cuidados Paliativos, em Bento Gonçalves (RS), a médica abordou o panorama atual dos cuidados paliativos no Brasil, destacando o trabalho da Academia Nacional de Cuidados Paliativos. Atualmente, o país conta com 266 escolas de medicina, e apenas 4 delas mantêm disciplinas curriculares de cuidados paliativos em seus cursos médicos.

 

A resolução 1805 de 2006 do CFM, contudo, insere o cuidado paliativo no código de ética médica, como imperativo da atuação do médico no final da vida do paciente.

Please reload

Publicações em Destaque

Política nacional de Cuidados Paliativos próxima de desfecho positivo

September 27, 2018

1/7
Please reload

Publicações Recentes
Please reload

Arquivo