Aguarde, carregando...

Dúvidas Frequentes

FAQ

Dúvidas Frequentes

Algumas questões comuns sobre Cuidados Paliativos:

1. O QUE É CUIDADO PALIATIVO??

O Cuidado Paliativo é uma abordagem de assistência à saúde estruturada em conhecimento técnico e científico, e pautada por princípios éticos e filosóficos. Seu objetivo mais primordial é o alívio do sofrimento sempre que houver uma doença que ameace a continuidade da vida, em qualquer condição que aconteça. O foco deste trabalho é a avaliação cuidadosa e o controle impecável da dor e dos demais sintomas de natureza física, social, emocional e espiritual.

2. PARA QUAIS PACIENTES O CUIDADO PALIATIVO É INDICADO?

Os Cuidados Paliativos podem ser indicados a qualquer momento diante do diagnóstico de uma doença crônica grave e/ou potencialmente letal, com o objetivo de aliviar o sofrimento e propiciar qualidade de vida.

3. QUEM PODE ATUAR EM CUIDADOS PALIATIVOS?

Uma assistência paliativa completa e eficiente demanda habilidades de equipes multiprofissionais que, dependendo do caso, podem necessitar de médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, dentistas, fonoaudiólogos, educadores físicos, farmacêuticos, entre outros profissionais; além de voluntários – cada vez mais, o engajamento da comunidade é percebido como importante e por vezes fundamental em certos tipos de cuidados do dia a dia. Médicos veterinários também incorporam cada vez mais a prática dos Cuidados Paliativos, fortalecendo o entendimento de que animais e seus tutores devem ser assistidos com ética e zelo; e de que o sofrimento deles também é válido e digno de respeito.

4. QUAIS AS DIFERENÇAS ENTRE ESPECIALIZAÇÃO, APERFEIÇOAMENTO E EXTENSÃO?

ESPECIALIZAÇÃO:

Pós-graduação lato sensu com duração mínima de 360 horas. É aberta a candidatos diplomados em cursos superiores e que atendam às exigências das instituições de ensino, conforme a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Confere título acadêmico com certificado ao final do curso.

APERFEIÇOAMENTO:

Cursos de aprimoramento para desempenho de uma ocupação específica. Têm carga horária mínima de 180 horas, com certificado ao final do curso.

EXTENSÃO

Cursos extracurriculares voltados a aprimorar um conhecimento sobre determinado assunto. Não possuem regulamentação específica, podendo ter carga horária e métodos de avaliação variáveis de acordo com a instituição de ensino.

5. O CUIDADO PALIATIVO JÁ É ESPECIALIDADE MÉDICA?

Não. O Cuidado Paliativo é uma área de atuação médica criada a partir da Resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) 1973/201. Para prestar residência em Medicina Paliativa é pré-requisito residência médica em: Anestesiologia, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Cirurgia Oncológica, Clínica Médica, Geriatria, Mastologia, Medicina de Família e Comunidade, Medicina Intensiva, Neurologia, Nefrologia, Oncologia Clínica ou Pediatria.

6. SEREI UM ESPECIALISTA EM MEDICINA PALIATIVA DEPOIS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO?

Não. No Brasil, é necessário realizar a prova que ocorre anualmente pela AMB (Associação Médica Brasileira) para obtenção do título de Área de Atuação em Medicina Paliativa.

7. A ESPECIALIZAÇÃO CONTA PONTOS NA PROVA DE TÍTULOS DA AMB?

Sim. A pontuação máxima atribuída pela AMB é decidida a cada ano em seu edital e pode sofrer variações. Nos últimos anos, a especialização vem somando 30 pontos dentro de um total máximo de 50 pontos.

8. EM QUAIS ÁREAS DA SAÚDE O CUIDADO PALIATIVO JÁ É ESPECIALIDADE?

Na Enfermagem, o Cuidado Paliativo é reconhecido como especialidade dentro da Área I Saúde Coletiva; Saúde da Criança e do Adolescente; Saúde do Adulto, desde a Resolução COFEN 570/208, reafirmada na Resolução 581/2018.

Na Terapia Ocupacional, o Cuidado Paliativo é uma área de atuação reconhecida pelo COFFITO (Conselho Federal de Fisioterapia e de Terapia Ocupacional) desde a Resolução n° 429 de 08 de julho de 2013.

Instituto Paliar 2021. Todos os direitos reservados.