"Cuidados Paliativos e Cardiologia: uma necessidade inadiável".

06 de maio de 2019

Editorial do suplemento da revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, edição publicada em abril de 2019. Autoria de Ricardo Tavares de Carvalho.

Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu documento denominado “Global Atlas of Paliative Care at End of Life". Numa estimativa de cerca de 29 milhões de mortes em todo o mundo, identificou a necessidade de assistência por meio de Cuidados Paliativos em 20 milhões dessas pessoas. Destes, aproximadamente 7,4 milhões são de indivíduos adultos portadores de cardiopatias avançadas (notadamente insuficiência cardíaca) e com ameaça de vida a curto/médio prazo. Foi evidenciado também, pela primeira vez, que as cardiopatias superavam em número (38,5%) os portadores de doença oncológica (34,5%) como indivíduos com necessidades múltiplas ligadas à sobrecarga de sintomas não controlados, aspectos ligados à organização do cuidado em ambiente hospitalar, demandas crescentes e variadas por parte das famílias configurando flagrante necessidade de Cuidados Paliativos. Cabe o reconhecimento e atuação, por parte dos cardiologistas, com relação a esta realidade.

Apesar de menos discutidas e por vezes menos reconhecidas, as necessidades de cuidados paliativos para crianças cardiopatas são também muito grandes. A população pediátrica é responsável por cerca de 6% das necessidades em cuidados paliativos relacionadas ao final da vida em todo o mundo.

 

Atenta e alinhada com essa realidade, a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP) outorgou, a partir de fevereiro de 2019, a existência de um grupo de estudos em Cuidados Paliativos e Cardiologia, do qual tenho a honra de atuar como diretor científico. Trata-se de um grupo com representantes das diversas profissões em saúde, determinados a trabalhar de maneira alinhada a estabelecer parâmetros e metas objetivas que visem a introdução da prática em Cuidados Paliativos na beira dos leitos de pacientes cardiopatas, adultos e crianças no estado de São Paulo e, com certeza, servir de inspiração para que iniciativas semelhantes ocorram por todo o Brasil. Serão promovidas reuniões, eventos e produção de material científico no sentido de informar e, com o tempo, capacitar os diferentes profissionais que atuam em cardiologia a incluir de maneira natural e cientificamente embasada essa abordagem para seus pacientes em qualquer dos diversos ambientes da atenção hospitalar e extra-hospitalar.

Esse é um marco histórico onde a Cardiologia se inclui junto a outras especialidades na promoção de uma atenção na saúde mais qualificada e alinhada aos interesses dos pacientes ao longo de suas trajetórias de doença, especialmente quando a vida se torna ameaçada. Muito trabalho e a visão de um horizonte de possibilidades e potencialidade desafiadoras. Que venha essa nova era na cardiologia brasileira.

 

Prof. Dr. Ricardo Tavares de Carvalho.

Diretor Científico do Grupo de Estudos de Cuidados Paliativos em Cardiologia.

Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP).

Março de 2019.

Instituto Paliar

(11) 5051-0555 / (11) 3675-5697 / (11) 950210555
E-mail: contato@paliar.com.br


Rua Antônio Carlos, 220

Consolação, São Paulo - CEP 01309-010
Horário de atendimento: 9h às 17h

  • Wix Facebook page
  • Instagram